Um certo Canivete Japonês

“Há que se ter um equilíbrio entre dureza e flexibilidade”, essa é a regra que um bom cuteleiro jamais despreza. A alma de uma faca resulta dos tratamentos térmicos a que é submetida e de detalhes na composição e forja de cada peça. Diz-se que não há quem não se renda à beleza das espadas japonesas. Muito da “mística Samurai” se deve a espada katana (cuja pronúncia é kataná) e sua forma de confecção estabelecida desde o ano 700. Quem não se lembra do ritual apresentado no filme Kill Bill por Quentin Tarantino? Talvez por tamanha fama das Samurais, os canivetes japoneses sejam menos lembrados.

Assim, dentre outras histórias e lendas está a registrada na faixa do álbum Mauá, que, sem se ater a pureza do aço superior ou às tradições dos canivetes Spyderco, festeja um “regalo” carinhosamente mandado do Japão.

Canivete Japonês – Flávia Maria

Hino para o Operário Ferroviário

Imagem Livro IMORTAL, editora” estrategium”, Autor Ângelo Luiz De Col Defino.

Brilha uma estrela nos campos gerais, na escolha das pombas, nobres sinais
No caminho tropeiro, na alta colina, nasce a princesa, a bela menina
No tiro de guerra nasce o operário, de medo treme o adversário
És o fantasma da vila, gigante dos campos gerais
A tua história é presente não esqueço jamais
No Paraná em teu solo, és o pioneiro, primeiro jogo de futebol, pontagrossense guerreiro
A tua bandeira é tradição, és trem fantasma, és campeão, manto sagrado em preto e branco      Vai Operário Ferroviário, és a razão do meu canto.

Álbum Mauá

Breve nas melhores lojas do ramo o Album Mauá com MPB de “grife”
Intérpretes: Flavia Maria e Laudares

A MPB boa de escutar merece acréscimos permanentes. A discografia brasileira carece de produtos de qualidade e sempre há espaço para a boa música com boa poesia e a abordagem de temas contemporâneos. A proposta do primeiro CD autoral de Nelson Pietroski, finalizado dentro de um emaranhado de dificuldades, trouxe ao cenário musical o mais do bom, o velho do novo.

Uma pequena amostra, a faixa de abertura ELO disponível no SoundCloud:
http://soundcloud.com/fernanda-lelot/elo-faixa-do-cd-mau-de-nelson?utm_source=soundcloud&utm_campaign=mshare&utm_medium=twitter&utm_content=http://soundcloud.com/fernanda-lelot/elo-faixa-do-cd-mau-de-nelson

Colheita do feijão

colheita do feijão
Sob o comando do agricultor (nas horas vagas) Benjamin Pietroski.
Só que no Cerrado das Cinzas não tinha tanto ajudante assim.
Toda a turma, Olga, Iria, Gilberto e até Nelsinho eram escalados para malhar o feijão.
Tudo no braço, com arado, enxada, foice,  e numa safra só, mais de 110 sacas do melhor feijão produzido nesta terra.